Em destaque, Notícias

REAP – CONVITE

Será apresentado na Conferência da National Art Education Association (NAEA) em New York, dia 4 de março de 2022 as 14:00 horas (EST-USA) no Sheraton Hotel, Metropolitan Ballroom West, 2nd Floor o Video REAP, resultado do Painel de Internacional líderes da Arte/Educação sobre Renovando a Educação através das Práticas de Arte (REAP – Renewing Education through Art Practices).

O painel foi realizado em 2021. Participam do Painel coordenado por Kerry Freedman e Carlos Escaño: Amelia McCauley Kraehe (University of Arizona); Ana Mae Barbosa (Universidade Anhembi Morumbi São Paulo), Andrea Karpati (Corvinus University of Budapest); Artwel Mamvuto (University of Zimbabwe);  Christiana Afrikaner (Ministra de Educação, Artes e Cultura da Namibia); Dipti Desai (New York University); Emiel Heijnen (Amsterdam University of the Arts); Ernst Wagner (Ludwig-Maximilians-Universität München Butenandtstr); Juan Carlos Castro (Concordia University, Canadá);  Kim Snepvangers (UNSW Sydney); Li-Yan Wang (National Changhua University of Education, Taiwan); Luis Camnitzer (Uruguai); Mario Mogrovejo Dominguez (Escuela Nacional Superior Autónoma de Bellas Artes de Peru); Michele Gregson (NSEAD, Reino Unido); Mira Kallio-Tavin (Aalto University); Petar Jandrić (Zagreb University of Applied Sciences);  Vedat Özsoy (TOBB University of Economics and Technology, Ankara, Turkey) e Yichien Cooper (Whashington State University).

Renovando a Educação através das Práticas Artísticas (REAP)

 

 

Introdução ao painel

A pandemia deixou uma cicatriz terrível na educação artística internacional por meio da perda de colegas, alunos e familiares — além de nos deixar de luto por oportunidades perdidas de aprendizado. Os alunos estão distraídos e menos engajados, carecem de motivação e se sentem presos em casa, às vezes em ambientes inseguros ou financeiramente inseguros. Muitas vezes, eles tiveram que encontrar seus próprios recursos psicológicos e físicos para cumprir as tarefas escolares e perderam as conexões de apoio e inspiração que tinham na escola presencial.

A pandemia ensinou muito aos educadores sobre alunos e escolaridade, e talvez uma coisa que nos ensinou é que, mesmo nas condições mais adversas, crianças e adolescentes ainda explorarão e criarão. Durante a pandemia, a arte tem sido usada como entretenimento, terapia e conforto. Os jovens ainda se lembram dos benefícios da educação artística e esperam voltar às aulas de arte quando puderem.

As artes sempre proporcionaram excelentes oportunidades para propor novas formas de fazer, interpretar, criticar e conviver no mundo. À medida que nos preparamos para o retorno dos alunos, podemos criar novas formas de realizar a educação artística no mundo como ele é agora. Podemos fazer uma educação artística mais amigável local e globalmente; promove a diversidade cultural e outras; possibilita maiores conexões entre as pessoas; aproveita adequadamente a tecnologia e a interdisciplinaridade; e oferece aos alunos oportunidades ainda maiores para estudar e fazer arte que seja socialmente responsável e pessoalmente significativa.

Este é o encargo do painel: apontar os desafios mais urgentes que a educação em artes visuais enfrenta hoje; propor questões, encontrar possíveis linhas de trabalho e novos caminhos a serem explorados; sugerir estruturas inovadoras e possibilitar outras formas de entender e criar o mundo — em outras palavras, conceituar uma forma pós-pandemia de fazer educação artística.

O painel se reuniu no verão de 2021 para aprovar essa cobrança. Tivemos duas reuniões gravadas, que serão editadas e distribuídas internacionalmente, através de várias organizações profissionais e do nosso site (atualmente em construção). Esperamos que você se junte a nós!

 

Kerry Freedman (Northern Illinois University)

Carlos Escaño (Universidad de Sevilla)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.