» O que é a FAEB ?

A FAEB é a primeira entidade nacional da área de arte e congrega a ação pesquisadores responsáveis por uma produção significativa referente aos temas da educação básica e do ensino superior, bem como dos processos educativos informais e não-formais, privilegiando o diálogo interdisciplinar das linguagens – artes visuais, dança, música e teatro.
 
Representa o Brasil junto ao Conselho Latino Americano de Educação pela Arte (CLEA), à International Society of Education through Art (INSEA) e à Organização Ibero-Americana de Educação pela Arte (OIE), integrando portanto uma rede de entidades que almejam o fortalecimento da criação artística, difusão e acesso à cultura. 
 
Desde a sua criação, em 1987, vem empreendendo um vigoroso movimento nacional em favor da presença da arte na educação brasileira, mobilizando lutas, debates e pesquisas em torno das linguagens artísticas no âmbito escolar, incluindo a qualificação profissional e a pós-graduação.
 
A FAEB é uma entidade que dá vez e voz para aos trabalhos efetivados em todos os níveis da educação nacional, prevalecendo um diálogo pautado na diversidade e na integração entre sujeitos, profissionais e estudantes.
 
Atualmente, congrega dezoito associações e núcleos regionais. Contando com esse apoio de base e estando bem estruturada em todas as regiões do Brasil, a FAEB vem configurando uma trajetória de conquistas consolidadas em diversas frentes, conforme ocorreu durante a Assembléia Constituinte de 1988, quando os arte/educadores se posicionaram em favor das liberdades democráticas e do direito à educação e à cultura; na pressão sobre o Congresso Nacional durante o processo de discussão da Lei 9394/96, que consolidou a presença da arte no currículo da escola básica; na interlocução junto ao Conselho Nacional de Educação no momento da elaboração das diretrizes para o ensino superior e básico; na luta junto aos poderes públicos por conquistas que assegurassem a qualidade do trabalho arte educativo na escola e na comunidade, dentre outras. Em 2010 a FAEB reivindicou a inclusão dos conteúdos de arte na matriz do INEP voltada para a seleção de docentes para a educação básica, e em 2011 encaminhou sugestões para o Congresso nacional reivindicando ajustes na redação do Substitutivo ao Projeto de Lei n° 7.032/2010, ora em trâmite no Congresso Nacional.
 
Um dos palcos de luta mais importantes da luta pela arte/educação no Brasil acontece durante o Congresso Nacional da Federação de Arte/Educadores do Brasil, balizando as questões mais relevantes dessa área de conhecimento. De 1988 a 2010 foram realizados vinte congressos anuais. 
 
A partir do quarto Congresso (1991) a FAEB afirmou-se como entidade forte em nível nacional, reunindo de mil professores, treze conferencistas internacionais, entre eles Elliot Eisner, então presidente da INSEA. A partir dali os congressos passaram a ser denominados CONFAEB.